As maiores distrações na hora de estudar

celular estudar

Estudar não é tarefa fácil. Ainda mais quando temos muito conteúdo a ser aprendido, pouco tempo para ser administrado, além das inúmeras distrações que nos rodeiam.

Antes de mais nada, atualmente é bem difícil se concentrar, pois temos a concorrência de vários elementos para “competir” com os estudos e, muitos deles parecem mais interessantes do que propriamente estudar.

As top três maiores distrações são:

Redes sociais

Segundo a pesquisa “Futuro Digital em Foco Brasil 2015″ (Digital Future Focus Brazil 2015), divulgada pela consultoria comScore, os brasileiros gastam 650 horas por mês em redes sociais. E haja distração: WhatsApp para trocar mensagens, notificações do Facebook, fotos do Instagram, Twitter, Linkedin, Pinterest, entre outras redes que tomam e muito o seu tempo de estudo, enquanto você quer dar aquela “espiada”.

Celular

Uma pesquisa feita pelo Ibope em 2013, em parceria com Instituto Conecta e a Worldwide Independent Network of Market Research (WIN), mostrou que o brasileiro passa, em média, 84 minutos por dia usando um smartphone e, mesmo com um celular sem conexão com a internet, o tempo gasto pelo brasileiro é de 59 minutos.

Jogos, mensagens, ligações e outras atividades feitas no celular são grandes vilãs da concentração.

Televisão

Estudo da Barômetro de Engajamento de Mídia, feito pela Motorola Mobility, revela que no Brasil, o consumo médio de TV é de 20 horas semanais.

Filmes, séries, ou mesmo seu programa favorito, precisam ser deixados em segundo plano para que o seu estudo seja efetivo.

5 dicas básicas na hora de estudar:

  • Escolha um lugar calmo, sem barulho e interferências;
  • Procure não ficar próximo ao celular ou a televisão;
  • Estabeleça metas diárias de estudo;
  • Faça breves intervalos durante os estudos;
  • Durma e alimente-se bem.

Notícias relacionadas