Não fique de fora: saiba quais são as oportunidades oferecidas com a nota do Enem

formatura

É minha gente. Não está fácil para ninguém. O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 terá 7.746.057 participantes, isso foi o que disse o Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Claro, esse número deve cair em função dos desistentes, dos atrasados, e tudo mais. No entanto, a concorrência é grande.

A prova do Enem oferece diversas oportunidades ao estudante. Com a nota da prova, o aluno tem algumas opções:

Sisu

A nota do Enem é usada como critério de acesso à educação superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em 115 instituições públicas.

Pronatec

Para quem já concluiu o ensino médio, existe a possibilidade de o aluno realizar os chamados cursos técnicos na forma subsequente. O Pronatec oferta 646 cursos de qualificação e 220 cursos técnicos.

Prouni

O programa oferece bolsas integrais ou parciais para estudantes em instituições particulares e é direcionado aos estudantes egressos do ensino médio na condição de bolsistas integrais, com renda familiar per capita máxima de três salários mínimos.

Fies

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em cursos superiores não gratuitas na forma da Lei 10.260/2001. Podem recorrer ao financiamento os estudantes matriculados em cursos superiores que tenham avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação.

Sisutec

O Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) é o sistema informatizado no qual instituições públicas e privadas de ensino superior e de educação profissional e tecnológica oferecem vagas gratuitas em cursos técnicos na forma subsequente para candidatos participantes do Enem.

Ciência sem fronteiras

O programa oferece bolsas para promover intercâmbio de alunos de graduação e pós-graduação. A nota da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é um dos critérios de participação na seleção do Programa Ciência sem fronteiras. Para isso, o aluno precisa ter sido classificado com nota do Enem com no mínimo 600 pontos considerando os testes aplicados a partir de 2009.

Notícias relacionadas